Compartilhe

Natal – História e Curiosidades Sobre o Natal

O dia de Natal é uma ocasião mundialmente conhecida, muito importante e muito esperada no mundo inteiro. Representa o nascimento de Cristo. Antes do nascimento de Jesus, já havia celebração entre os Europeus nessa época do ano.

papai noel - natal

Era uma comemoração pagã, que celebrava o fim do inverno com dias mais longos.

Antigamente, o Natal costumava ser comemorado em datas diferentes em cada parte do mundo, pois não se conhecia a data correta do nascimento de Jesus Cristo. Mas, em meados do século IV, o Papa Julius I, oficializa o dia 25 do mês de Dezembro como data fixa para a comemoração das festividades.

No início, as comemorações dessa data perduravam por doze dias, pois este foi o tempo que durou o trajeto dos Reis Magos até a chegada à Belém, para assim entregarem, incenso, mirra e ouro ao menino Jesus. Devido a este fato, algumas pessoas ainda nos dias de hoje costumam enfeitar as árvores de natal no início do mês de dezembro e desfazê-las 12 dias depois do Natal.

Essas tradições são muito antigas e foram renovando-se no transcorrer dos séculos. Durante esse período, aconteceram algumas mudanças nas festividades devido aos aspectos regionais e culturais ao redor do mundo.

Natal na Suécia

Nesse local, a comemoração tem início no dia 13 do mês de Dezembro, data de Santa Luzia. As pessoas comemoram essa data com costumes natalinos muito característicos de sua região, costumam carregar tochas acesas e andar em procissão. No demais, há muita semelhança nas festividades com as do resto da região do ocidente.

Natal na Finlândia

Nessa região as pessoas têm o estranho costume de freqüentar saunas na véspera de natal. Pela televisão e pelo rádio, é apresentada ao povo uma mensagem de paz, assim todos dão início aos preparativos natalinos e em seguida se dirigem ao cemitério homenagear as pessoas queridas.

Natal na Rússia

Os russos não acompanham o calendário gregoriano, assim como os católicos. Comemoram o dia de Natal entre a noite do dia 6 e 7 de Janeiro, de acordo com o calendário Juliano (criado por Julio César em 46 a.C. Na ceia da noite de Natal dos russos não é permitido nenhum tipo de carne).

Natal no Japão

No Japão, somente 1% da população é cristã, e os americanos são responsáveis pela força que essa festividade ganhou nesse país após a segunda guerra mundial. Devido à economia, os japoneses aderiram a algumas tradições natalinas, como a arvore de natal, ceia, e principalmente os presentes de natal.

Natal na Austrália

Na Austrália, na época do Natal, costuma-se lembrar as origens britânicas do país. O peru faz parte da tradicional ceia natalina, os presentes são abertos dia 25 de manhã. Uma curiosidade: a maioria dos australianos passa o Natal no litoral, devido ao calor intenso.

Natal no Iraque

Uma minoria de cristãos reside nessa região, para essas pessoas, a tradição é ler um trecho da bíblia em família e receber o “toque da paz” de um padre.

Natal na África do Sul

Nessa época na África do Sul, as temperaturas chegam a mais de 30 graus. Devido a esse calor, as pessoas festejam com uma ceia no jardim ou no quintal de casa. São indispensáveis tradições natalinas como presentes e pinheiros.

Natal na Inglaterra

Na Inglaterra as tradições de Natal são muito importantes e as pessoas levam isso muito a sério. Há mais de 1000 anos eles comemoram essa data e essas tradições são mais comuns na Inglaterra do que em qualquer outro país do mundo.

A prática mais comum nas tradições de Natal, independente do lugar, do país e da cultura, sem dúvida é a de presentear as pessoas queridas. Essa troca de presentes significa para os cristãos o presente que Deus nos deu com o nascimento de seu filho Jesus. Quando presenteamos uma pessoa, significa amizade, fraternidade, amor, compaixão para com o próximo.

Se você acredita que Natal é uma data especial, independente de sua religião, tente transmitir o melhor de si a quem ama – paz, saúde, amizade, bondade e amor.

Compartilhe

Deixe aqui seu comentário ou sugestão

RECEBA DICAS POR E-MAIL