Compartilhe

História do Natal – Origens e Tradições Natalinas

Nasciemnto de jesus

O nascimento de Jesus é simbolicamente comemorado no Dia 25 De Dezembro. A data foi escolhida a fim de se ajustar com os festivais romanos ou com o solstício de inverno – período do ano em que o Sol, em seu movimento aparente no céu, está mais afastado do equador, o solstício de inverno no hemisfério norte ocorre em 21 e 23 de dezembro.

O centro dos feriados de fim de ano é o Dia De Natal e apesar de tradicionalmente seja um feriado cristão, é largamente celebrado por não-cristãos, visto que alguns de seus costumes e temas de comemoração têm procedências pré-cristãs.

Origem do Natal

ceita de natal costume natalino

Há muito tempo se sabe que o Natal tem origens pagãs. Devido a sua origem não-bíblica. No século 17, essa comemoração foi vedada na Inglaterra e em certas colônias americanas. A pessoa que permanecesse em casa e não fosse para o trabalho no Dia De Natal recebia multa. No entanto, os antigos costumes voltaram rapidamente, e outros foram acrescentados. O Dia De Natal voltou a ser um feriado religioso muito importante, e continua sendo em muitos países.

Costumes Natalinos

Os costumes natalinos modernos característicos do feriado compreendem a Ceia de Natal, exposição de decorações diferentes – incluindo Árvores De Natal, guirlandas, ilex (planta),

pisca-piscas, presépios e visco –, festas de igreja, músicas natalinas e troca de presentes e cartões. Sem deixar de mencionar a presença do Papai Noel – uma figura mitológica conhecida em diversos países, associada com os presentes para crianças.

Origem da Árvore de Natal

Entre os Costumes Natalinos citados acima, a Árvore de Natal é um dos mais comuns. Há várias versões sobre a origem da Árvore de Natal, sendo que a maioria delas indica a Alemanha como o local de origem.

A versão mais popular confere a novidade ao padre Martinho Lutero – autor da Reforma Protestante

arvore de natal

do século XVI –que ao olhar para o céu, por meio de pinheiros que cingiam a trilha, viu-o completamente estrelado parecendo-lhe um colar de diamantes encimando a copa das árvores.

Fascinado pelo encanto daquilo, resolveu extrair um galho para levar para casa. Chegando a sua residência, animado, pôs o pequeno pinheiro num recipiente com terra e, chamando sua mulher e os filhos, adornou-o com velas acesas presas nas pontas dos ramos.

Em seguida, a fim de enfeitá-lo um pouco mais, colocou papéis coloridos – fazia tudo conforme como ele havia visto –. Afastando-se, todos ficaram pasmos ao verem aquela árvore toda iluminada a quem parecia terem dado vida. Surgia assim a árvore natalina. Desejava, assim, mostrar as crianças como deveria ser o céu na noite que Cristo nascera.

Origem do Presépio

costume natalino presepio

Os quadros e esculturas que decoravam as igrejas para ensinar os fiéis, além das reproduções teatrais semi-litúrgicas que ocorriam durante a Missa de Natal serviram de inspiração para que se inventasse o presépio. Este costume católico nasceu em 1223, quando São Francisco de Assis pensou em solenizar o Natal de uma maneira mais realista.

Então, com a autorização do Papa, São Francisco preparou um presépio de palha, com uma escultura do Menino Jesus, de Maria e de José, ao lado de um boi e jumento vivos e outros animais. Nesse panorama, foi celebrada a Missa de Natal.

Rapidamente a representação do Presépio se estendeu por toda a Itália e logo foi introduzida nas casas nobres da Europa e de lá foi descendo até as camadas mais pobres. Em quase todas as religiões cristãs, o Presépio é considerado o único símbolo do Natal de Jesus verdadeiramente inspirado nos Evangelhos.

Natal no Brasil

dia de natal no brasil

No Brasil, o Dia Natalino assumiu características de origem nórdica – de países situados no norte da Europa –, sobressaindo-se a tradição da troca de Presentes De Natal. No interior, a comemoração cristã se inverte de aspectos mais populares e brasileiros, oportunizando várias manifestações folclóricas, como o bumba-meu-boi, o boi-calenga, chegança, fandango, pastoria e congadas. Esses variantes geralmente precedem a missa do galo, solenizada a meia-noite.

Compartilhe

Deixe aqui seu comentário ou sugestão

RECEBA DICAS POR E-MAIL